sábado, 24 de outubro de 2009

defino ao Amor e amor


Pois amor

É todo e qualquer ato que sugere a boa intenção
de um jeito que nos torna menos amargurados
o que não traz consigo um desejo de retribuição
é a força que vem de dentro sem forma de pecados

Tem-se sobre amor aquele abraço apertado
beijo suave e conselhos bem observados
Uma maneira de exemplificar esse amor
é nos considerarmos um pingo neste esplendor

Mas Amor

É único, é o que cresce conosco a cada etapa da vida
em que nos apaixonamos e achamos que Amamos
mas que só vai aparecer pra você na época devida
e quando sentires o Amor que ainda não provamos

Não precisarás de um texto, de conselhos, bons atos
nada será de benigna ajuda, não nestes formatos
afinal o Amor é algo exclusivo seu e do seu amado
e só nela aprenderá a viver Amar, sem pecado.

NathanSampaio



Carpe Diem



2 comentários:

LUIZ CARLOS COSTA BEZERRA disse...

Ué Nathan, não vai dançar no Espetáculo?..aaa...

Weena Potter disse...

Ué, como não ficou bom?
As vezes tem um pouquinho de poeta
guardado aí, hein?? hihihi