segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Talk about our future like we had a clue...

...Never planned that one day, I'd be losing you,



In another life, I would be your boy
We'd keep all our promises, be us
against the world
In another life, I would make you stay
So I don't have to say you were
The one that got away
The one that got away

All this money can't buy me
a time machine, no
Can't replace you with a
million rings, no
I should have told you what you
meant to me, whoa
'Cause now I pay the price

In another life, I would make you stay
So I don't have to say you were the
one that got away



I miss you,

Saudades.

Tanta Saudade.

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

Meu Júnior

"Eu preciso de tempo
Amor, alegria
Eu preciso de espaço
Eu preciso de mim mesmo

Diga olá para o garoto que sou eu!
Você vai ter que ver pelo meu ponto de vista
Eu preciso cometer erros para aprender quem eu sou
Eu não quero ser tão protegido"



 Nós encontramos amor onde não havia esperança e nós nos encontramos
com as qualidades que procurávamos. Essas foram as frases mais lindas
que encontramos para definir o momento que Deus nos deu. Eu digo por nós,
por que mesmo não estando mais aqui nesse mundo, você está em meu
coração e eu estou no seu, para sempre em cada lembrança e momento
que me proporcionou, e foram todos ótimos.

 Você será insubstituível, pois não haverá ninguém que faça o que você fez 
por mim em tão pouco tempo, as coisas mais lindas e as que recentemente
descobri, as surpresas boas que estava me preparando. Não posso ficar triste,
você só me fez feliz, em cada hora contada e extremamente aproveitada ao
seu lado, só tenho a agradecer.

É garoto, você partiu cedo... não achei justo, mas quem sou eu, sou só
alguém que vai guarda-lo com todo amor no coração, assim como a ultima 
mensagem que me mandou, dizendo que eu tinha marca registrada em
seu coração.  Bom, é isso, não preciso escrever muito, você deve saber
tudo que está se passando, principalmente que não vou te esquecer, mas...
Não esquece de mim também... Você vai ter que me visitar em meus sonhos,
me promete.

Atenciosamente...
EU

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Eeeee! de novo!

á parei pra pensar em tudo que eu vejo, e paro, ainda. Os casais mais estranhos e felizes, as pessoas mais feias e felizes, as famílias mais perturbadas e felizes, a humildade, perseverança, o anonimato, aquilo que você olha e se pergunta: mas como? mas porque? com quem? pra que? em que? e assim continua sua vida sem entender... É que querendo ou não, algumas pessoas vivem inconscientemente, ou não, sem padrões, paradigmas, preconceitos, barreiras e qualquer outra coisa que as faça parar, elas não tem algumas escolhas, e é melhor assim. CARPE DIEM

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

Digo

É muito fácil você cuidar do que come quando se é... Muito fácil ler uma cola quando se é... Muito mais fácil aumentar 20 'reaish' de salário quando... ou mais fácil ainda prometer aumentar 0,0003% de salário quando... enfim, queria ver um discurso sem papéis, uma vida de salário mínimo e comer o que faz bem para...

Ah, aproveite o dia e outra coisa, o mundo não gira em torno de ninguém, mas somos nós que fazemos ele girar, poderíamos por favor parar um pouco e fazer o que realmente gostamos?

domingo, 6 de novembro de 2011

Observação

 Eu tenho tanta, mas tanta saudade de bons sentimentos passados.  O mais difícil nisso é que quando lembro das pessoas com quem não tenho mais contato, e das que não tenho tempo de ver, não é só delas que sinto saudade, é o sentimento, e ele vem sozinho, o que mais faz doer. 
 A pessoa está lá, cuidando da própria vida e você, vivendo a sua, sentindo saudade do que aconteceu, e sentindo o mesmo sentimento, por que ele parece que não morre, parece que não se importa em vir desacompanhado. Ele vem e dói.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Os dois

 Tudo o que viveram, tão pouco comparado com a dimensão temporal, mas tão maior do que qualquer outra força que tentasse se aproximar para destruir, eram vividos ali momentos e sentimentos inimagináveis, capazes do impossível, fazia com que toda dor sumisse. Longe ou perto, impedidos ou livres, toda vez em que um pensava no outro ou estavam juntos uma dose de harmonia e calmaria era injetada nos corações, seguindo pelas veias e, logo, todo corpo.
 O que de diferente tinham dos outros seres que se desesperavam pelos problemas que a vida entregava? ou pelas responsabilidades confiadas? ou até mesmo pelas provações do destino? Eles não tinham resposta, eles não eram menos nem mais, nem melhores. Todos problemas eram levados sim a sério, mas não maiores do que o amor, as responsabilidades cumpridas e não maiores do que o amor, as provações, bem, as provações eram o que tornava maior o Amor.
 Talvez a procura de um pelo outro nunca fora em vão, cada experiência vivida, cada traço sofrido da história dos dois, todas as fases empregadas, tudo que os faziam reclamar e tentar desistir, não foi em vão, por que de uma coisa eles nunca desistiram, de achar um ao outro.
 As vezes deixavam de lado a procura pelo Amor, pensando que viria, acontecia, as vezes pensavam fielmente que o Amor, assim como qualquer carreira, profissão ou sonho, deveria ser conquistado através do esforço e da busca incansável. Seja qual for o correto do Amor, esperando ou procurando, ele apareceu, esperando ou procurando fez um ao outro permitirem viver melhor, sem dar atenção ao que não faz bem.  
 Eles sabiam que a vida era curta, sabiam que ontem tinham 15, e amanhã teriam 30. Sabiam que independente de carreira ou trabalho, que eram importantes, viver juntos do jeito que sempre quiseram e viverem os sonhos que sempre tiveram, era o mais importante, era acima de tudo VIVER.
 Eles sabem, querem, vivem, sonham, Amam. Aproveitam.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Nem

 Eu não fiz nada, não achei mais tempo, não descobri coisas maravilhosas como Shakespeare, ou anônimos românticos que colocavam-no como autor de seus textos. Ainda não inventei nenhuma solução pros meus problemas, eles apenas são grandes quando acho que são e pequenos quando estou ocupado demais passando por momentos felizes. Eu também não encontrei formas de escapar da dor da saudade nem das outras dores, é inevitável.
 Eu tenho tanto ainda pra ser, tenho tanto pra tudo. Resumindo, tenho tanto pra viver ou morrer. Mas hoje, como ontem ou talvez amanhã venho saboreando o difícil fruto da felicidade. Felicidade encravada na realidade. Quando dizemos que eramos felizes e não sabíamos, como erramos, porque vamos dizer isso sempre, e digo isso porque ontem eu estive feliz. E antes que o dia acabe quero dizer: fui feliz hoje também.
 Eu tive tanto, agradeço tanto. Ainda tenho e agradeço, cada vez algo diferente. Espero que continue assim, e que seja gradativamente. Não vamos pensar num futuro distante, só num futuro raso, que não deixa de ser incerto. Bem, como eu dizia, não achei mais tempo do que as 24 horas por dia que Deus me dá, e que passa mais rápido a cada piscar de olhos, o que eu achei na verdade, foi a feliz chance de aproveitá-lo melhor.

CARPE DIEM

domingo, 9 de outubro de 2011

Sóu


ando só
pois só eu sei
pra onde ir
por onde andei
ando só
nem sei por que
não me pergunte
o que eu não sei
pergunte ao pó
desça o porão
siga aquele carro
ou as pegadas que eu deixei
pergunte ao pó
por onde andei
há um mapa dos meus passos
nos pedaços que eu deixei
desate o nó
que te prendeu
a uma pessoa que nunca te mereceu
desate o nó
que nos uniu
num desatino
um desafio
ando só
como um pássaro voando
ando só
como se voasse em bando
ando só
pois só eu sei andar
sem saber até quando
ando só...
Engenheiros do Hawaii

Louco

 Sabe qual o valor das coisas, mas o preço não importa. Sabe como o mundo é bonito e glorioso, mas não se importa em viver em uma casa simples no interior. Sabe que amigos são maravilhosos, mas gosta de viver sozinho.

 Não sabe trabalhar sobre pressão, tem medo de passar fome porque se recusa a fazer o que não gosta. chora por motivos irracionais, mas sabe encarar problemas sérios de todo tipo. Encara a morte por que não tem medo, e gosta de sentir medo, mas não gosta da ideia de ficar doente numa cama, e isso revolta. Não consegue compreender um amor que sente, mas sabe amar todos que cativa.

 Gosta de carinho excessivo, de cobrança na hora de namorar: quero beijo, quero um abraço, quero um carinho, quero comer um nugget, quero tomar um guaraná, quero sair, vamos ver um filme, fica aqui comigo, me liga, me ama. Sabe ser sozinho com alguém, sabe ser sozinho sem ninguém, sabe valorizar um gesto simples, sabe desprezar um gesto mal intencionado.

 Sabe preferir o que o coração quer, acredita em tudo que ninguém quer acreditar, gosta de acreditar em algo doido que alguém também acredita porque sabe que a pessoa se sente melhor, sabe concordar com todos, mesmo tendo opinião contrária, por que não vale a pena ser teimoso, não perde tempo sendo contrário.

Sabe viver sentindo dor de saudade que sabe que vai durar uma vida porque sabe que não... não...

Isso não é saber muito, isso não é nada, isso é o mínimo do mínimo do mínimo, que escrevi porque lembrei.

O que eu não sei é ainda 99,999999999999999999999999999999999999999%

eu vou continuar sem saber, por que eu sei, de novo, do que preciso, e é tão pouco, ao mesmo tempo é tudo, porque é Amor, e o Amor por mais que doa, em qualquer sentido, não sai do meu ser, e nunca sairá, aonde quer que eu vá, antes ou depois de morrer, o amor me salvará, porque por mais escuro o lugar onde eu estiver uma chama brilhará. É o Amor que me aquecerá. Ele pode ou não se concretizar em outra pessoa, que dará tudo por mim, e o tudo é o pouco que preciso. Entende?

Preciso de pouco pra viver, mas vivo com Amor, o Amor é tudo, e quando achar alguém, ou não, vou continuar com a mesma ideia, pretendo. Mas de alguma forma melhor, mais feliz talvez, com menos crises, menos preocupações, mais vida.

Preciso de 'alguéns' a partir do momento que preciso de mais Amor.

Carpe Diem

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

L

Pode ser má
pode ser cruel,
pode doer e pode rasgar, e ainda torturar,
pode se negar a sair, pode queimar
e congelar, se quebrar, mesmo.
Pode te humilhar, te odiar e te bater
Mas eu vou fazer o quê?

Eu já não sei o qual é expectativa e o que é esperança,
o que esperar, sendo que o tempo passou esperando,
eu perdi já parte que passou esperando e que não alcança
perdi o tempo que eu mais queria passar amando;

Eu só posso agora ter em sonho, quem eu quero,
e se está ao meu lado ou a uma longa distância, não importa
não dá, o tempo não me favorece, eu já me acostumei,
pelo menos agora, o agora me deprime.

Essa angustia não tem validade, nem hora,
não estou achando cedo nem tarde,
só não quero, não aceito...
Eu me recuso a sentir algo que arde,
mas não adianta, eu não paro de sentir,
e ponho a culpa aqui.

Eu vou melhorar, mas sabendo que essa sensação volta,
e essa sensação pode ser má... Cruel...


Me derrota.

domingo, 25 de setembro de 2011

Quem não quer sou Eu


Vou ficar a noite em claro sem pegar no sono
Meditando sobre o que de fato aconteceu
Eu até pensei que fosse terminar na cama
Como era de costume entre você e eu
Eu fiz de tudo mas era tarde
Foi o que eu podia dar você não entendeu
Eu quis ir fundo e você com medo
Tirou onda pois agora quem não quer sou eu
É... Quem não quer sou eu
Quem não quer sou eu
Pois é...
E vai a noite, vem o dia
E eu aqui pensando
Um cigarro atrás do outro
E eu fumo sem parar
Da janela eu vejo o trânsito congestionado
No meu peito o coração parece buzinar
Eu fiz de tudo mas era tarde


SEU JORGE

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

If The Lights Go Out


They say the world must end somehow,
They say the end's not far from now;
I think they're wrong,
Don't worry your life away,
Start living for today,
Don't think about tomorrow.

And if the lights go out on all of us,
In just a year or two.
And if the sky falls down like pouring rain,
Then I'll be here with you.
I'll go down with you.

Well I'm gonna try for all I'm worth,
To stay with you till the end of the earth.
Don't let me down,
Don't let your feelings win.
Don't give out, and don't give in,
Don't think about tomorrow.

Cause if the lights go out on all of us,
In just a year or two.
And if the sky falls down like pouring rain,
Then I'll be here with you.
I'll go down with you.


Katie Melua

domingo, 18 de setembro de 2011

óu gud

 Sorrisos, olhares, toques de mãos, beijos, cada manifestação não física também de um ser humano, cada uma com sua identidade, gostaria que qualquer uma se encaixasse no meu perfil, de querer ser amado, e queria também que todos pudessem saber como é, e que ao passar por essa experiência de amar, pelo início e um sorriso por exemplo, até os enlaces mais profundos, que não passassem simplesmente... que ficasse.

 Sei que não se escolhe, um sempre desmancha e o outro acolhe. Digo que pudessem saber se encaixar, que pudéssemos aprender a encaixar, fazer com que cada sorriso, beijo ou carinho fosse o perfeito para nós, independente da pessoa, por que único e belo ele sempre são, da maneira que cada pessoa sabe.

 Também poderia ser definitivo, aprenderíamos a acertar e errar com uma pessoa somente, por que falando por da minha pessoa, depois do amor, só conheci o que me deixou o que me traiu, olha que quem deixou e quem traiu não foi outro além de mim, me senti traído e deixado por mim mesmo. Eu fui embora com o amor, e não sei por que motivo. Só sei que procuro o Amor para me encontrar de novo.

 Eu acredito que desvirtuamos, assim como acredito fielmente, por mais que pareça vaga para mim a palavra, acredito sim que possamos voltar a ser o que desejamos de corpo e alma, sem erros e com o mínimo de pecados, ou sem pecados e o mínimo de erros. Por que o Amor não é perfeito, só é a melhor coisa. E é isso que procuro, nada de perfeição nem fora, nem dentro de ninguém, mas sim as melhores coisas com alguém, por mais simples e limitados que forem, aos olhos alheios claro, por que aos meus e aos dele e Dele cada momento será o mais histórico possível.

 As vezes eu me sinto maU, com toda força e sentimento. Razões 'profissionais', 'pré-profissionais', pessoais, políticas, relacionamentais, familiares e mentais. Mas em cada traço do meu dia vejo sinais simples de como vencer isso, qualquer coisa que eu faça sinto uma força maior me mostrando o jeito certo de fazer, que eu tento seguir, pelo menos, e nas coisas boas que faço, posso garantir, não foi só ideia minha. Já nos erros, assumo totalmente a culpa.

 Bom, lembrando dos sorrisos aos toques, vou continuar amando todos, mas somente um me fará Amar de verdade, não sei como... quer dizer, na verdade até sei algumas coisas, mas vou guardar comigo, até que alguém faça para que eu olhe, sinta e pense: "É exatamente isso que eu queria, e só isso"

 Aos bons ventos, grito que cada um, em toda face da terra, e claro, aos meus próximos, que possam encontrar alguém que tome seu suco favorito com você, ou que lhe presenteie com seu fruto favorito, por exemplo. Sem esquecer dos sorrisos, olhares e T-O-Q-U-E-S...

 Poderia escrever mais bobagens ainda, mas acho o suficiente por hoje.

CARPE DIEM

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Run Together - Leigh Nash


It's hard to let down my guard
It's hard to let you win
It's hard to show where I'm scared
It's hard to tell you where I've been

But I know that I am lonely
And in your eyes I see the light...

...Let's run together
Just like lovers
And see how it feels

And the days go by so fast
Help me make it slow down
I love to hear the way you laugh
I'm better when you're around

This could be the beginning
Of the rest of our lives...

...Just like lovers

domingo, 28 de agosto de 2011

A Brevidade

 Bem, esta história está cheia de mensagens subliminares, começa com um jovem que a principio vivia sua vida sem saber ao certo como as coisas funcionavam, simplesmente achava que ao terminar o segundo grau estaria automaticamente ingressado em alguma faculdade, em um curso bom, e que conheceria o amor de sua vida no seu anos dourados. Ao se formar ele iria se casar, ter filhos e ser um profissional de sucesso, e ainda realizaria seus sonhos e o que mais gosta de fazer: viajar e conhecer lugares incríveis.
 A ansiedade o tomava por terminar seu segundo grau que, incrível que pareça, não era nada ruim, pelo contrário, ótimos amigos, ótima escola, não faltava risos, alegria e aventura. Cidade maravilhosa, belezas naturais e fazia do seu tempo livre um mar de criatividade, jogar video game, produzir rpg's, conhecer pessoas novas, fazer trilhas, soltar pipa e tomar seus sucos e guaranás com amigos.
 Seu segundo grau acabou e "automaticamente" ele entrou no curso em que sonhava desde os onze anos, conheceu mais amigos, se despedindo do colégio e ingressando em um mundo diferente. provavelmente o que ele achava ser o mais fácil, não pelo curso em si, mas pela convivência e pela mentalidade de que sendo adulto tudo seria mais fácil.
 (Pular fase longa e tediosa)
 Em um terrível dia quente ele acorda e percebe que já está em seu 3 º ano e no próximo se formará. Ele não conheceu o amor de sua vida. A brevidade do tempo apavorou seu ser. O que fazer?

 Enquanto escrevo, eu discuto comigo mesmo, debato, questiono e duvido de tudo e de todos. Provo a mim mesmo o que de melhor posso fazer na ocasião. Mãos ao trabalho, ainda tenho um ano e 4 meses, para minha monografia, para juntar dinheiro para fazer uma viajem internacional e claro para conhecer o grande amor da minha vida.
 Ainda sim, angustiado, acho que falta algo, mas não tenho muito tempo pra dramatizar. O que eu escrevo por si só já me ajuda, mas não fica só aqui, infelizmente. E se for pra viajar por outras mentes, que seja por bem. E por Amor.

 Carpe Diem


Don't you remember


When will I see you again?
You left with no goodbye, not a single word was said,
No final kiss to seal any seams,
I had no idea of the state we were in,
I know I have a fickle heart and bitterness,
And a wandering eye, and a heaviness in my head,
But don't you remember?
Don't you remember?
The reason you loved me before,
Baby, please remember me once more,
When was the last time you thought of me?
Or have you completely erased me from your memory?
I often think about where I went wrong,
The more I do, the less I know,
But I know I have a fickle heart and bitterness,
And a wandering eye, and a heaviness in my head,
But don't you remember?
Don't you remember?
The reason you loved me before,
Baby, please remember me once more,
Gave you the space so you could breathe,
I kept my distance so you would be free,
And hope that you find the missing piece,
To bring you back to me,
Why don't you remember?
Don't you remember?
The reason you loved me before,
Baby, please remember me once more,
When will I see you again?
ADELE

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Cegos

Às vezes eu fico atordoado pela cegueira, é desconfortante. Quando eu me pego avaliando a felicidade alheia pela fechadura on line. Sabe que até gostaria de ser cego como eles, e ao mesmo tempo me sinto cego por dizer isso, não que eu enxergue alguma coisa, realmente, mas sinto que poucas pessoas tendem a agir racionalmente, na verdade nem é racional a palavra certa, não tem a palavra.

"Produção! Eu preciso mesmo lidar com as pessoas" por que é que eu não nasci filhote de lobo?"

Eu só tenho me revoltado porque ao me conhecer, me achar, me identificar, estou 'desconhecendo' e perdendo as pessoas. Cada vez mais eu penso no Amor, em mim, e mais nada. Tudo bem que o Amor é tudo, mas pra mim tudo é meu nada. Um caso sério me persegue. Voltando ao eixo, muitas pessoas pra mim são cegas e eu não sabia, outras... sempre foram. O que acontece quando isso, que está acontecendo comigo, acontece? Eu não sei mais.

A única coisa que eu sei, sobre isso tudo, é que estou me sentindo bem por ser assim, e me sentindo muito mal por estar bem assim. Talvez isso mude, mas eu não quero, não. Eu só queria arranjar um jeito de viver longe de todos, mas não de tudo. Agora sim eu diria que estou com problemas. mas é justamente por isso que escrevo, eu estou me sentindo sozinho porque acho que ninguém está cumprindo seu papel corretamente comigo, só minha mãe, e eu não vou dizer a ninguém o que eu preciso que elas façam por mim.

Bom, desabafo concluído,não me importa que adjetivo eu levo por escrever isso, seja bom ou ruim, e pelo que eu escrevi em si, dessa vez não gostaria que ninguém se identificasse com isso, por que cada um é único em cada sentimento e forma de expressar.

O Amor ainda é a coisa mais importante pra mim, e vou continuar tentar ser amável como as pessoas merecem, e não por reciprocidade, afinal quando tudo estiver terminado, o melhor que eu puder fazer pelas pessoas, o mais amável que eu puder ser, talvez ajude em algo pra elas, por que eu sei que pra mim funciona.

Obs.: "Por que é que eu não nasci filhote de arara? Isso sim!"

Obs.: Cegos! Não enxergam do que eu preciso.

CARPE DIEM

sábado, 23 de julho de 2011

Amy


He left no time to regret
Kept his dick wet with his same old safe bet
Me and my head high
And my tears dry, get on without my guy
You went back to what you knew
So far removed from all that we went through
And I tread a troubled track
My odds are stacked, I'll go back to black

We only said goodbye with words...

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Turning Tables

Close enough to start a war
All that i have is on the floor
God only knows what we're fighting for
All that i say, you always say more

I can't keep up with your turning tables
Under your thumb, i can't breathe

So i won't let you close enough to hurt me
No, i won't ask you, you to just desert me
I cant give you, what you think you gave me
It's time to say goodbye to turning tables
To turning tables

Under hardest guise i see ooh
Where love is lost, your ghost is found
I braved a hundred storms to leave you
As hard as you try, no i will never be knocked down

I can't keep up with your turning tables
Under your thumb, i can't breathe

So i won't let you close enough to hurt me, no
I won't ask you, you to just desert me
I cant give you, what you think you gave me
It's time to say goodbye to turning tables
Turning tables

Next time i'll be braver
I'll be my own savior
When the thunder calls for me
Next time i'll be braver
I'll be my own savior
Standing on my own two feet

I won't let you close enough to hurt me, no
I won't ask you, you to just desert me
I cant give you, what you think you gave me
It's time to say goodbye to turning tables
To turning tables


ADELE

domingo, 10 de julho de 2011

Fácil (?)

Fácil

adj. 2 g.
1. Que não custa a fazer.

2. Que se consegue sem grande trabalho.
3. Claro.
4. Simples, natural.
5. Provável.
6. Brando, dócil.
7. Acessível.
8. Precipitado, que reflete  pouco.
9. Complacente.

 Através de pensamentos incoerentes, de reflexões sem fundamento, algo me pareceu tão difícil. Difícil até de explicar. E hoje vou tentar escrever sem usar uma única interrogação, e isso também é difícil, pra mim. A primeira dificuldade da qual eu me referia é a de tentar agir de maneira certa, ou pelo menos tentar permanecer correto, levando em consideração que o certo não é objetivo.

 Como você permanece atado, quando tenta agir certo, é assim que eu me sinto. É como uma pai corrigir um filho revoltado, é inerente, inatingível. O meu propósito em agir corretamente não é perante a sociedade somente, e mesmo que seja um pouco, não é a razão dominante. Dentro de mim o objetivo em agir correto, é poder proporcionar um conforto maior na consciência, que anda atormentada, e também na consciência de quem me acompanha. 

 Aquele importante fato de não se importar, por exemplo, me faz pensar que é agir correto. Quando não se importa com a atitude do próximo, seja qual for, e pelo amor de Deus, não é não se importar ignorando, virando as costas, é não se deixar prejudicar, as suas ações na terra são tão eficazes quanto a de qualquer outro ser humano. Você não pode saber em vida, ao menos, se uma frase sua pronunciada causa menos impacto do que a de qualquer pessoa mais ouvida.

 Quando você se deixar prejudicar você abre outras fendas, quem atuam como um tipo de dominó. Quando você não se deixa prejudicar você fecha a fenda. por que as fendas existem, só que podem ser fechadas ou multiplicadas. Elas existem por que cada ação, cada atitude, gesto ou manifesto é único e incomparável. Nenhuma digital é a mesma, assim como o DNA, os próprios seres humanos e suas atitudes. Nada é igual.

 Naturalmente, isso não é levado tão a sério. Nem mesmo por mim, se não eu não estaria tão atormentado por querer agir correto. Eu até escrevi bem, eu acho. Penso que trasmiti o que eu queria, e isso é importante, seja correto ou não, difícil ou fácil. E pra terminar sendo coerente ou não, mas pra falar de amor, que é mais importante que tudo. Eu não vou deixar de dizer, como eu Amo. E eu digo a muitas pessoas, e não acho desperdício, e que todos precisam ser amados. Não deixe de dizer que ama. Porém, saiba Amar uma pessoa de maneira diferente. E independente do que digam vou continuar amando de um jeito diferente uma única pessoa quando ela existir, mesmo amando várias outras. Por amar eu sei que é correto, sabe?

Ops, eu usei a interrogação.


CARPE DIEM

terça-feira, 31 de maio de 2011

Mesmo depois...

Eu já vivi duas décadas, porém quando volto atrás e começo
a pensar no amor, sem ser o da família e amigos, sei que não
vivi nem 1/4 desses 20 anos. Então eu me pergunto por que
de tanta pressa? por que eu tenho pressa. E eu me respondo:
"Você não tem que ter pressa, mas a sua pressa é justamente
por pensar o quão bom é quando alguém lhe ama, justamente
por que você já se sentiu amado e sabe, pelo menos, que será
como daquela vez... ou melhor ainda"

Nesse final de semana consegui superar minha demência e tirei a camisa
na praia, no luau se sexta-feira passada, só pra sentir frio... e além do frio
o que consegui foi uma forte inflamação na garganta, febre, dor...
e muito mais frio... Já estou melhor, mas em tratamento ainda.
Disse isso, por que toda vez que fico doente lembro de como já fui cuidado
uma vez... minha mãe me cuida bem... mas eu quero um colo exclusivo
e um carinho especial... uma atenção unica e um remédio natural.

Eu consegui, antes, algo que muitos procuram, e agora eu procuro novamente,
Mesmo depois... e não vou parar de procurar, independente de qualquer coisa,
por que eu sei que sobre o que eu escrevo, falo, sinto e desejo, não é só coisa minha,
o Amor é algo que todos tem que conhecer, e Eu nunca vou parar de escrever sobre ele.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Hmm

Move on
You better move on
You're walking in tiny circles

But now it is too late
There's way too much pressure
We both lost that little faith

Move on
You better move on
You're walking in tiny circles

But now it is too late
There's way too much pressure
We both lost that little faith
So move on

Nothing feels the same as it did
Enter this old game
You've got to learn to love yourself
And move on

NO,
Don't move on
=/


CARPE DIEM

domingo, 3 de abril de 2011

Se...

"Se você mudar o seu coração, mudará a ação;

definindo a ação, muda o ambiente

Se você alterar o meio ambiente, muda de personalidade*

Se você alterar a personalidade muda a vida cotidiana.

Se houver justiça, haverá beleza no coração;

Se  beleza no coração, haverá harmonia do lar;

Se houver harmonia no lar, haverá ordem na nação,

Se houver ordem na nação, haverá paz no mundo;

Depende de mim "



 Daisaku Ikeda

quinta-feira, 31 de março de 2011

Quem nunca nunca?

Que fez burrada e completou um 'ciclo'?
Quem nunca magoou ou alegrou um amigo?
Todos dizem que se sentir bem é o melhor
Mas e quando o bem do outro é o seu pior?

Tem amor de irmão, fraterno, louco e de paixão
Aqueles que te prendem muito tempo e os que vão.
Amigos que são amigos sempre vão estar ao seu lado
Não vão querer indicar erros no seu 'amor' alienado

Para maiores informações, do amor a bíblia diz demais:
'Isto é que vos peço, que vosso amor cresça cada vez mais'
Quando amor cresce, muito do mau e ruim diminui
Então quando há mágoa, raiva, crítica... do amor obstrui

Chega de achar, o que acha, que deveria achar
Pra tanto existe o 'achados e perdidos'
O amor não é falar, destruir, apontar e chorar
Mas muitas vezes dos 'amores*' alguns são incompreendidos

E a todos aqueles a quem chamo
que dizem que bom dia não é te amo
Digo que além do boa noite e bom dia
te Amo é a melhor frase... que eu sabia.



*Tu não és para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil outros garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu não tens também necessidade de mim. Não passo a teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo. E eu serei para ti única no mundo…


"Apenas compreenda... seja único, e a quem cativou que lhes seja único, por que depois de cativar e compreender, se é feliz."


Nathan Sampaio

domingo, 20 de março de 2011

Sad Eyes,


Every day here you come walking
I hold my tongue, I don't do much talking
You say you're happy and you're doin' fine
Well go ahead baby, I got plenty of time
Sad eyes never lie
Sad eyes never lie

Well for a while I've been watching you steady
Ain't gonna move 'til you're good and ready
You show up and then you shy away
But I know pretty soon you'll be walkin' this way
Sad eyes never lie
Sad eyes never lie

Baby don't you know I don't care
Don't you know that I've been there
Well if something in the air feels a little unkind
Don't worry darling, it'll slip your mind

I know you think you'd never be mine
Well that's okay baby, I don't mind
That shy smile's sweet, that's a fact
Go ahead, I don't mind the act
Here you come all dressed up for a date
Well one more step and it'll be too late

Bruce Springsteen

terça-feira, 15 de março de 2011

Fase diversa

 Quando a esperança aponta em qualquer oportunidade, qualquer momento, em qualquer lugar, eu me sinto melhor... mas é só quando estou só que a angústia vem... chega silenciosa e me faz sentir os sentimentos mais fortes e doídos. Eu não consigo largar disso mesmo... não largo de várias coisas... mas várias coisas também não largam de mim.
 EU, estou a espera. Acho que se eu desanimar ele não vai gostar, eu não gostaria de vê-lo desanimado. Parece loucura. Eu só não quero esfriar. Por falar em esfriar, é isso que me faz desistir fácil, que me faz enxergar quem não vale a pena. Quando a pessoa parece esfriar, não está animada ao seu lado, ou pra falar com você. Mas o pior é quando você está com todo vapor. É como segurar um orgasmo, quando alguém te pega se masturbando. Eu acho, nunca aconteceu comigo.
 Eu sou meio bobo mesmo, eu gosto de cativar as pessoas, acho lindo. Mas quando o interesse é maior, eu sou bem insistente, pelo menos comigo. EU digo o que qualquer gostaria de ouvir, e chega um ponto em que eu ou me arrependo ou não sei o que fazer. Os momentos em que me sinto bem são curtos, eu apareço pra preencher qualquer vazio emocional alheio... digo o que estou pensando agora.
 Segurar uma mão, fazer um carinho, conversas interessantes, dedicar uma letra de música especial, elogiar, desabafar, ouvir, aconselhar, passar tempo junto... vou tentando, tentando conquistar de verdade, pelas beiradas. Mas não recebo em troca a atenção que gostaria. A janela de "um novo e-mail" sobe, animado, eu abro e descubro que é mais um daqueles e-mails que não dizem nada, nem é de ninguém, uma atualização na rede social, e é umas perguntas que nem sei ler a resposta.
 Eu não quero atenção de graça, eu quero atenção de um amor... seja quem for, por que se sentir apreciado, amado, se sentir importante e desejado, ser acariciado, beijado ou abraçado. É o que todos nós queremos, e o amor que tem infinitas formas o qual cada pessoa possui um jeito diferente de expressa-lo existe pra isso.
 De repente, silêncio. O que será que eu mereço? Eu não quero respostas, não agora. Eu mesmo vou responder, quando eu achar o que procuro. Eu sei bem o que procuro: uma única pessoa, que faça mais do que qualquer um fez por mim, eu luto pelo que acredito, e não é em alguém que acredito, é no Amor.
 EU não vou, não vou desistir do amor, e acho que já estou pronto pra Ele. Sempre estive pronto para o Amor de Deus, dos meus amigos, de várias coisas das quais amo. Mas nunca estive tão preparado para o Amor.
 Eu não quero frio emocional, não desejo isso pra ninguém. Eu quero que todos sejam felizes com alguém. EU quero muito! E já sou feliz por saber que há pessoas que se deram bem. Eu vou esperar a minha vez. E agora, terminando de escrever isso, eu já estou lindo de felicidade, que legal! Eu quero que todos se animem, e estejam sempre dispostos. Tudo é tão bonito, e eu nem usei drogas!

When the rain
Is blowing in your face
And the whole world
Is on your case
I could offer you
A warm embrace
To make you feel my love

When the evening shadows
And the stars appear
And there is no one there
To dry your tears
I could hold you
For a million years
To make you feel my love

I know you
Haven't made
Your mind up yet
But I would never
Do you wrong
I've known it
From the moment
That we met
No doubt in my mind
Where you belong

I'd go hungry
I'd go black and blue
I'd go crawling
Down the avenue
No, there's nothing
That I wouldn't do
To make you feel my love

The storms are raging
On the rolling sea
And on the highway of regret
Though winds of change
Are throwing wild and free
You ain't seen nothing
Like me yet

I could make you happy
Make your dreams come true
Nothing that I wouldn't do
Go to the ends
Of the Earth for you
To make you feel my love

make you feel my love - Adele

quarta-feira, 9 de março de 2011

You Don't Know Me

You give your hand to me
And then you say hello
And i can hardly speak, my heart is beating so
And anyone can tell, you think you know me well
But you don't know me
mmmmm
No you don't know the one
Who dreams of you at night
Who longs to kiss your lips, longs to hold you tight
Oh i am just a friend, that's all i've ever been
Cause you don't know me
I never knew the art of makin' love
Though my heart aches with love for you
Afraid and shy, i let my chance go by
The chance that you might love me too

You give your hand to me and then you say goodbye
I watch you walk away beside the lucky guy
Oh you will never know, the one who loves you so, cause you don't know me

You give your hand to me, and then you say goodbye
I watch you walk away beside the lucky guy
Oh you will never know, the one who loves you so, cause you don't know me
ohhhhh, no you don't know me
You don't know me.

http://www.vagalume.com.br/jann-arden/you-dont-know-me-traducao.html#ixzz1G7S71Iye

domingo, 6 de março de 2011

Sonho de mãe

A loja tá ficando linda!
Foi legal ajudar minha mãe!






Carpe Diem

quarta-feira, 2 de março de 2011

Luz do sol

Oi,

 Embora eu não seja fã número um do sol, do calor que produz, dos danos que causa, sei que graças a ele temos cores, temos o tempo, temos a luz e a vida. Os protetores solares são muito caros, deixam a pele oleosa e me recuso a dizer que um dia ensolarado é um dia bonito.
 Escrevo hoje, sobre isso, pois quero expressar como coisas que não gostamos ou não aceitamos podem nos proporcionar coisas maravilhosas. Nenhum exemplo melhor que o sol: maior estrela da nossa galáxia. Aquela incrível bola de fogo por qual nosso planeta gira em torno sem parar, girando, girando.
Enfim, o sol me faz bem só quando o vejo se pondo dizendo até logo, e rindo de nós, dizendo "vocês nunca viverão sem minha luz e meu calor". Rindo mesmo, por que ele sabe que o calor está cada vez maior por nossa culpa. Mas não é desligando as lâmpadas em uma noite inteira em um dia do ano ou parando de comer carne as sextas que isso vai mudar, isso é ridículo.
 Mas peco ao dizer que a culpa é nossa, quero me contradizer o menos possível, a culpa não é de ninguém. Só acredito que aceleramos o processo de degradação da camada de ozônio , blá blá. Sem chegar a um ponto específico, quero dizer também que as auroras formadas pelo sol, com ajuda das nuvens, é uma das coisas mais belas de se contemplar.
 Sabe que escrever assim, como eu escrevo, não leva a uma moral, por exemplo. Mas acho que o que define uma das frases que mais gosto, "carpe diem", é exatamente o que escrevo. Não o dia em si, mas tudo que está no contexto temporal da minha vida, e que realmente vale a pena comentar.
 Ora, de nada seriam meus textos e da minha vida se eu não tivesse, por exemplo, um belo pôr do sol pra contemplar,  uma bebida exótica pra beber, uma boa música para escutar, um ótimo livro para ler ou mesmo uma companhia silenciosa para me confortar. Pois é! Eu imagino que muitas pessoas não tenham. 
Desejo a todos o... 

CARPE DIEM

domingo, 20 de fevereiro de 2011

I got you, got you...


A place to crash
I got you
No need to ask
I got you
Just get on the phone
I got you
Come and pick you up if I have to
What?s weird about it
Is we?re right at the end
Ain't mad about it
Just figured it out in my head
I'm proud to say
"I got you"

Go ahead and say goodbye
I'll be alright
Go ahead and make me cry
I'll be alright
And when you need a place to run to
For better for worse
I got you
I got you

Ain't falling apart, or bitter
Let's be bigger than that and remember
The pulling out don''t mean you're all alone
We'll both on survive it
No drama, no need for a show
Just wanna say
I got you

Go ahead and say goodbye
I'll be alright
Go ahead and make me cry
I'll be alright
And when you need a place to run to
For better for worse
I got you

Go ahead and say goodbye (go ahead)
I'll be alright (say goodbye)
Go ahead and make me cry
I'll be alright
And when you need a place to run to
For better for worse
I got you

Cuz this is love and life
And nothing we can both control
And if it don't feel right
You're not losing me by letting me know

Go ahead and say goodbye (say goodbye)
I'll be alright
Go ahead and make me cry
I'll be alright
And when you need a place to run to (You can run, I got you)
For better for worse
I got you

Go ahead and say goodbye (go ahead)
I'll be alright (say goodbye)
Go ahead and make me cry
I'll be alright
And when you need a place to run to
For better for worse
I got you

A place to crash
I got you
No need to ask
I got you

I got you - Leona Lewis