domingo, 14 de abril de 2013

Conforto fora da zona*

    Notícias boas explodem a toda hora, as esperanças se renovam a cada manhã, ou mesmo a cada entardecer. Risos surgem de dentro do caos e debocham de todo sofrimento, que outrora era encarado como desespero. Risos. Em meio a tudo, preferiria definitivamente enfrentar a vida como uma comédia, mas sei da importância do drama, do medo, da seriedade e dos outros... "gêneros". A minha alma está em transformação, e não é tão constante quanto à proporção da vida aqui fora. As vezes o ritmo é totalmente inverso. Mas eu sinto que, de alguma forma, tudo está acontecendo como deveria.

    Tem coisas que permanecem sem resposta, com um suspense dolorido, mas nada fatal, por enquanto. continuo otimista, isso nunca vai ser banal, e nem o amor que sinto. São coisas que me fortalecem e não podem ser deixadas de lado nunca. Enfim, não sei se as coisas que acontecem tem o mesmo propósito dos quais eu penso. É difícil não ter o controle da liberdade escolhida, mas ainda acho que era mais difícil ter o controle da liberdade fajuta.

Carpe Diem

Um comentário:

Weena Potter disse...

O melhor da vida é não ter controle. Descontrole-se. O que vier vai ser bom e lidaremos com o que seja. Estarei com vc no matter what. Godd things come in your way. Mt amor.