domingo, 26 de fevereiro de 2017

Meu apocalipse



Acordo com frio, mas bem
mais um dia na capital
a cidade completamente tomada
por plantas secas e neves
saio com meu cavalo
em busca de suprimentos
doces e bebidas
enlatados e conservados
estão cada vez mais longes
mas ainda há muitos lugares
não me preocupo com escassez
ainda...
Depois é hora da diversão
destruir o máximo de coisas
pra esquentar o corpo
está ficando sem graça, já
vou falar com meu vizinho
ele mora a alguns quilômetros
e não há problemas quanto a isso
nem com a divisão do território
nem suprimentos
nos damos super bem e felizes
por ter a cidade só para nós
já transamos nela toda aliás,
em cima do prédio mais alto
no meio da rua, dentro da igreja
estamos perdendo a criatividade
mas não o tesão
afinal não é todo dia que nos vemos
e tem dia que não precisamos sair
da cama dele ou da minha...
Antes de tudo acontecer,
quando eramos jovens
não era tão diferente
a única coisa que mudou
é que não preciso mais ter esperança
e sobreviver ficou mais divertido
por que sozinho eu já era
e ele também
ah! Ter neve também,
eu prefiro o frio
e assim aproveito melhor os dias de sol
raros dias de sol
não sabemos o que aconteceu com o mundo
não importa...
Precisei matar os poucos zumbis
e não tive dificuldades com isso
ainda de vez em quando aparece um
ou outros, nada que me preocupe
as vezes eu até procuro
e de cima do meu cavalo
eu treino minha mira
eu tenho quase tudo que sempre quis, aliás
meu cavalo, coisa mais linda,
minhas armas, um apartamento gigantesco,
bem no alto, não ligo de precisar subir e descer
são 15 andares todo dia, quando saio
enfim, a única coisa que sinto falta
é do mundo que não conhecerei
era meu sonho,
mas um dia posso arrumar algum carro
se tive aprendido mecânica com meu pai
seria bem mais fácil
mas um dia eu consigo
e vou até o mais longe que puder
talvez.
Eu sou feliz assim, e
por incrível que pareça,
é agora que não penso mais na morte!
Mais uma noite de sono fácil,
como sempre foi, só que agora
posso ver o céu mais estrelado do que nunca!

Carpe Diem

Nenhum comentário: