quarta-feira, 17 de março de 2010

Poesia do Repente



Quando tudo começou
O Criador pensou bem
Só Ele pode dizer
de onde a poesia vem
E que quando fez o mundo
fez poesia também

Nossa poesia vem
e como flor na ventania
Pra mim poesia e Deus
nasceram no mesmo dia
enquanto Deus existir
existirá a poesia

Essa doce melodia
é pura igualmente à flor
Perene com uma fonte,
irmã gêmea do amor
E por isso também faz parte
da obras do Criador

Eu não vejo a sua cor
mas me orgulho por tê-la
No jardim é rosa virgem
no espaço é uma estrela
Peça que nós somos donos
e os olhos não podem vê-la

Poesia é a estrela
herdada na antiguidade
Nasceu do parto da luz
e doída como a saudade
Ninguém mais tem o direito
de saber da sua idade

Poesia é a saudade
da dor da separação
Nasce do pomar do peito
para fazer germinação
peça abstrata que enfeita
o museu do coração

Foi na grécia a inspiração
Nos tempos anteriores
Na Europa fez história
dos antigos trovadores
E no nordeste é a vida
do poetas cantadores

Fonte (na íntegra) - O repente - TV escola

Nenhum comentário: